NSYS Group

Escassez global de semicondutores: o impacto no mercado secundário de dispositivos móveis

chips de escassez de semicondutores

No século XXI, estamos vivendo em um mundo de semicondutores. A escassez global de semicondutores que surgiu nos últimos anos representa uma séria ameaça para o mercado eletrônico móvel. Os fabricantes têm enfrentado uma crescente escassez de chips há mais de um ano. Como isso afeta o mercado de dispositivos usados e recondicionados, leia no artigo de hoje.

As razões para a escassez de semicondutores.

De acordo com o relatório da McKinsey, a escassez global de semicondutores foi causada não por uma, mas por várias razões. A fórmula principal da escassez é mais demanda + menos oferta.

A demanda por smartphones, tablets, laptops e outros dispositivos que trabalham com a Internet cresceu significativamente durante a pandemia. Há um chip especial dentro de cada dispositivo. Com o aumento da demanda, não havia peças suficientes para sua montagem, uma vez que as fábricas estavam paradas sem trabalho. No momento, o fluxo de trabalho está quase completamente restaurado, no entanto, as fábricas ainda não conseguiram atender às necessidades existentes de semicondutores. A situação foi agravada pelos problemas logísticos do bloqueio, que tornaram o transporte de cargas um elo fraco na distribuição global de semicondutores.

Outro problema não óbvio é a escassez de água. A tecnologia de crescimento de cristais de silício requer uma enorme quantidade de água. A TSMC, líder global em fabricação de semicondutores, consome em média cerca de 150.000 toneladas de água limpa por dia. E nos últimos dois anos, surgiram secas severas em Taiwan.

Falando sobre o problema, não se pode deixar de mencionar as razões políticas. A guerra comercial desencadeada entre os Estados Unidos e a China sob o presidente Trump reduziu drasticamente a competitividade das empresas chinesas na indústria, bem como de um gigante da TI, a HUAWEI. Além disso, tendo experimentado uma escassez antes dos outros, os chineses começaram a comprar em massa chips de concorrentes, o que estimulou ainda mais a crise.

Crise de produção

Diante de uma séria interrupção tanto na oferta quanto na demanda, os produtores de chips foram forçados a reagir com uma velocidade imprevista para reestruturar efetivamente seus negócios. No entanto, a escassez de semicondutores reduziu a produção de novos dispositivos e criou uma falta de mercadorias para o comércio. A Apple, maior compradora mundial de chips, atrasou o lançamento do iPhone 12 em dois meses; a Samsung pulou o lançamento da nova linha de smartphones Galaxy Note em 2021.

Automotivo e equipamentos de diagnóstico médico estão entre as indústrias mais afetadas. Curiosamente, os fabricantes de gadgets móveis se mostraram mais protegidos das "tempestades de semicondutores" do que as indústrias que pareciam estar menos ligadas à eletrônica, mas também estão passando por tempos difíceis.

"O problema é que mesmo se aquele chip de 10 centavos estiver faltando, você não pode vender seu carro de $30.000", disse Gaurav Gupta, analista de semicondutores da Gartner.

O mercado de dispositivos de segunda mão está em ascensão.

A crise na fabricação e o aumento dos preços dos eletrônicos colocam o mercado de dispositivos usados em destaque, assim como aumenta a popularidade dos programas de troca. As pessoas veem os dispositivos recondicionados e usados como uma maneira econômica de atualizar seus telefones enquanto economizam dinheiro. Tal tendência é típica para períodos de crise.

De acordo com o relatório trimestral da Hyla Mobile, os programas de troca devolveram mais de $757 milhões aos consumidores no terceiro trimestre de 2021, um aumento de 33% em comparação com $571 milhões no segundo trimestre e $569 milhões no mesmo trimestre do ano passado.

Previsões futuras

A situação não parece melhorar neste ano. Essa opinião foi expressa por Yu Jir Mi, Vice-Presidente de Pesquisa e Desenvolvimento da TSMC. Segundo as previsões da empresa, o problema permanecerá ao longo de 2022.

A Intel anunciou um centro de fabricação de chips de $100 bilhões em Ohio que é esperado para ser a maior instalação de semicondutores do mundo. As duas primeiras fábricas lá devem estar operacionais até 2025. Samsung e TSMC também planejam expandir seus investimentos nos Estados Unidos, mas suas instalações de fabricação não serão lançadas na América do Norte este ano.

Para as empresas que atuam no setor de eletrônicos usados, essa situação significa que o mercado continuará a crescer no futuro próximo.

Agendar uma DEMO

Leia também

used phones nsys diagnostics

Diversifique sua Cadeia de Suprimentos como Atacadista e Obtenha Mais Smartphones Usados

Xenia Pavlova

Você deseja aprender como ter sucesso em sua empreitada de troca ao tentar obter acesso ao consumidor final como uma empresa atacadista? Continue lendo para descobrir mais.

5 min de leitura

automação de negócios

Automatização de negócio de dispositivos usados: tecnologias para acelerar o fluxo de trabalho

Arina Zhuravel

À medida que as empresas crescem e se desenvolvem, muitas vezes enfrentam novos desafios que não podem ser resolvidos com trabalho manual. O que fazer? A automatização virá para o resgate.

6 min de leitura

Agendar uma DEMO
Em breve os nossos especialistas vão contatá-lo para agendar uma demonstração gratuita.

Concordo em fornecer meus dados para contato de acordo com a Política de Privacidade e permito que o NSYS Group me envie e-mails.

Este site é protegido por reCAPTCHA e aplica-se a Política de Privacidade e os Termos de Serviço do Google.